?

Log in

 
 
25 February 2012 @ 07:58 pm
as far as i can go  

...tenho apenas duas lembranças, mas ambas bastante vivídas. Um dia na piscina do clube, quando eu tinha uns 6 anos (talvez mais, talvez menos), você fazia exercícios com os braços, puxando e empurrando a água. Você me disse algo sobre "fortalecer os músculos".

Uma outra lembrança me leva pra um dia de sol, talvez um sábado. Andávamos por uma das ruas do centro de Pinda, entre o mercado municipal e a estação do bondinho que vai a Campos. De novo, acho que eu tinha por volta dos 6 anos. Tagarelava feliz da vida; sabia que era raro ter a sua companhia bem ali, na cidade onde eu morava, por aquelas ruas tão familiares. Você tinha um palitinho de dentes no canto da boca e ficava mastigando uma das pontas sem parar. Eu não entendia, então perguntei.

- Vô, porque você fica comendo um palito?
- Pra não ficar falando tanto que nem você.

Faz tanto tempo e, agora que escrevi, parece uma lembrança um tanto crua e boba. Mas a verdade é que a sua saúde e o meu temperamento não ajudaram... Conversar passou a ser olhar, gesticular e, raras vezes, tocar. Eu nunca mais tagarelei. E você nunca mais teve a intimidade de me dizer umas palavras mais amargas do que doces.

Mas nesse último natal eu apertei sua mão enquanto posávamos pra uma das muitas fotos. E uma bobeira assim me faz sentir mais perto de você...

Agora, mesmo sem palavras, eu sinto que é amargo. Mas doce ao mesmo tempo...



   Em algum lugar mais tranqüilo pra você.   

 
 
 
glammysugar: teddybearglammysugar on February 26th, 2012 08:53 pm (UTC)
Essas coisas pequenas que ficam, que mostram que foi real. Sinto muito, de coração, fiquei com lágrimas nos olhos aqui. Que ele esteja realmente num lugar mais tranquilo.
histeriia: lizziehisteriia on February 26th, 2012 09:18 pm (UTC)
Obrigada, de verdade :)